Agência Box Ad apresenta ações para melhorar a visibilidade da loja World Style

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

27/06/2018 às 08:04 – Atualizado em: 20/08/2018 às 17:15 
Daniel Alvarez e Larissa Biassoti

Jhenifer Rodrigues

Estudantes de Publicidade trabalham com público específico para desenvolvimento da campanha

A noite de defesas do Projeto Experimental de Publicidade Propaganda (PEPP) foi encerrada pelos alunos Aline da Silva Marcelino, Fabricio Ramos de Lima, Lucas Der Torossian Torres, Matheus Alberto Manoel, Renan de Almeida Carvalho e Vitor Kenji Higuchi com a apresentação da Agência Box Ad, que teve como cliente a loja World Style, no Auditório Jacarandá na quinta-feira (21/06).
 
Os professores Alexandre Lucas Bavaresco, Fernanda Mello, Haroldo Felipe, Mariangela Fazano, Matheus Monteiro e Priscila Guidini compuseram a banca examinadora da última apresentação da noite.
 
O grupo teve como objetivo resolver o principal problema na comunicação da loja que era a baixa visibilidade, pelo fato de ser nova no mercado e possuir um público específico, os consumidores do estilo Streetwear.
 
Para trabalhar diretamente com os clientes que gostam da moda de rua, a equipe realizou uma pesquisa pelas redes sociais Facebook e também pelo Instagram, da qual 382 pessoas participaram. Após os levantamentos dos dados, os estudantes concluíram que 54% do público-alvo são mulheres e os outros 46% são homens.  
 
Aline da Silva Marcelino fez parte do trabalho e conta que apesar de ter contato com esse nicho, fazer com que ele esteja dentro da loja foi a maior dificuldade. “O nosso público pertence às classes A e B, que é mais específico do que o Streetwear em si, então a gente teve que se atentar aos detalhes, descobrir onde estava e saber conversar com ele a partir do nosso trabalho”, afirma.

Dessa maneira, a proposta da campanha foi melhorar, principalmente por meio das redes sociais, o posicionamento da loja no mercado de Presidente Prudente, fazendo com que as plataformas digitais ajudassem a fidelizar o cliente, fazendo com que os mesmos sentissem interesse em conhecer o espaço físico e atrai-los a participar dos eventos promovidos pela própria World Style.
 
Além de posts do Instagram e Facebook, que seguem a linha urbana jovem, os alunos desenvolveram outdoors para divulgação do estilo e também criaram o e-commerce para atrair ainda mais o público para as compras de maneira prática.
 
“O investimento para resolver esses problemas na comunicação entre a marca e o consumidor seria de sete meses, tempo suficiente para fixar o estilo na cabeça do nosso cliente com os arquétipos de liberdade, autenticidade e individualidade e assim divulgar nossos produtos com a ideia de ‘você merece se sentir assim’, ‘seja você mesmo’”, fala o estudante Fabricio Ramos de Lima sobre as ações desenvolvidas no projeto.
 

CONSIDERAÇÕES 
 
O professor Matheus Monteiro, representante da banca e orientador da parte de mídia, explicou que não existe nenhum trabalho na Facopp que atendeu esse público específico.”Eles mantiveram o foco, e já que a gente está em tempo de Copa, eu não posso deixar de dizer que eles mataram no peito, chutaram e fizeram um golaço”.

Matheus ainda comenta que fazer esse planejamento de marketing e conseguir entregar de uma forma legal um posicionamento, traduzindo dados que estão duros na teoria de uma forma criativa e atual, foi um desafio muito grande para a equipe.

A professora Fernanda Mello ficou responsável pelas orientações do marketing digital e não deixou de dizer que o PEPP tinha o estilo dos discentes, e que foi visível o prazer que os estudantes sentiam em fazer todos os processos da campanha.
 
Já o docente Haroldo Felipe que cuidou de toda parte da criação ficou surpreso do grupo apresentar uma linguagem que se enquadra no mundo deles de maneira profissional, com propostas e formatos reais.
 

CONQUISTA

Gabrielle Munhoz, que é namorada do Renan de Almeida Carvalho, agora é publicitário por formação, comentou que ele sentia nervosismo à respeito do prazo, pois quanto mais perto chegava, a ansiedade aumentava. “É muito orgulho de ter acompanhado toda essa caminhada dele, seja na criação das artes, ajudando no que eu podia e agora poder assistir e saber que ele foi aprovado é muito bom.”
 
Quem também se sente aliviada é a Aline da Silva Marcelino, que agora está mais preparada para enfrentar o mercado de trabalho depois da experiência que adquiriu com o projeto. “A gente tem esse elo de trabalhar com o cliente que está realmente ativo no mercado, temos que ter essa preocupação, temos que nos atentar e sermos profissionais, então o ganho é esse, é você sair da faculdade e não sentir o baque do mercado, porque você esteve com um cliente real”, conclui.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.