TCC desenvolve oficina educomunicativa para prevenção do bullying

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

14/12/2020 às 12:10
Izabelly Fernandes

Grupo desenvolveu a 1º oficina de educomunicação 100% online da Facopp (Foto: Cedida/ Pâmela Bugatti)

Em meio a lágrimas de alegria, veio a aprovação das meninas do TCC “LEVEL UP’: OFICINA DE PRODUÇÃO DE VÍDEOS PARA PREVENÇÃO DE BULLYING ENTRE ADOLESCENTES DO ENSINO FUNDAMENTAL II DA REGIÃO DE PRESIDENTE PRUDENTE”. Encerrando a segunda noite de defesas, as alunas Bianca Móra, Camila Araujo, Pâmela Bugatti e Sibeli Santos, sob orientação da professora doutora Thaisa Sallum Bacco, apresentaram o trabalho na última quinta-feira (10/12). O projeto foi embasado nos pressupostos da educomunicação e deu forma a primeira oficina educomunicativa realizada 100% online na Facopp.

Este foi o maior desafio das graduandas. Diante da pandemia, foram forçadas a remodelar as oficinas, que até então estavam planejadas para serem realizadas presencialmente em uma escola da rede pública de ensino de Presidente Prudente.  “A gente já tinha todo o nosso projeto certo, mas diante de toda a situação, tivemos que montar uma campanha durante dois meses nas nossas redes sociais para convencer as crianças a participar das atividades. Foi muito difícil, pois muitas já tinham muito conteúdo da escola. As 10 crianças que aceitaram realmente tinham vontade de aprender, por isso ficaram com a gente até o final”, explica Pâmela Bugatti.

Para a orientadora, as meninas conseguiram superar todas as expectativas e foram “extremamente competentes”. Thaisa relata que mesmo em meio às dificuldades do momento, as orientandas não mediram esforços para fazer o melhor em todas as etapas de elaboração, desenvolvimento e avaliação da oficina. “Elas usaram ferramentas tecnológicas diferenciadas que encantaram os participantes da oficina. Com isso, os resultados foram surpreendentes!”

Banca

A professora Gisele Tomé foi uma das docentes que fizeram parte da banca de defesa do Level Up. Ela opina que este é um projeto que pode vir a servir como referência para quem deseja trabalhar com educação e comunicação, já que as meninas desenvolveram apostilas, planos de aula, diários e vídeo-aulas. “Todo esse material atua como base para quem quer desenvolver uma atividade na área e não sabe por onde começar. Para um educador, é um material muito rico”, afirma.

Levando em consideração o desenvolvimento das estudantes desde o início do curso, Gisele ainda afirma que esse projeto conseguiu desenvolver nas meninas um olhar mais humano dentro do jornalismo.  “Elas se colocaram muitas vezes na posição do educador na aplicação da oficina e na posição do jornalista que produz o conteúdo. Então acho que isso agrega muito na formação pessoal delas e em fomentar o olhar para as coisas com outra perspectiva. Isso elas deixaram muito claro durante a banca”, completa.

Formação

A aluna Pâmela Bugatti já ingressou no curso de Jornalismo possuindo uma licenciatura em Pedagogia. Por isso, para ela, poder unir a educação e a comunicação no TCC foi muito especial. “O papel do educador é fundamental na formação do ser humano e, aliado à comunicação, ele consegue contribuir socialmente, promovendo discussões sobre temas importantes como cidadania, cultura, criatividade, entre outros”, explica.

Agora formada em uma segunda graduação, Pâmela diz só sentir alegria e gratidão por tudo que conseguiu enfrentar durante a formação. “No dia que eu entrei no curso de Jornalismo, eu nunca imaginei que ia conseguir sair. Hoje eu penso que sou capaz de tudo, pois consegui realizar o sonho que era me formar jornalista”, relata.

Para a outra integrante do grupo, Sibeli Santos, o sentimento não é diferente. “Eu fico feliz em saber que eu venci mais uma etapa da minha vida. O meu sentimento é de muita gratidão e eu sei que tudo que eu aprendi pode ser ainda mais aprimorado daqui para frente.” Além disso, a realização da oficina de educomunicação despertou em Sibeli a mesma sensação de orgulho sentida pelos professores ao verem os trabalhos dos alunos concluídos com excelência. “ Isso contribuiu muito para minha formação profissional e pessoal, pois consegui passar o conteúdo que eu aprendi nesses quatro anos para os jovens e vi o resultado deles nos curtas. Foi muito gratificante”, explica.

A orientadora diz com convicção que as alunas conseguiram ampliar a visão sobre o fazer jornalístico e a prática da profissão, além de desenvolverem uma reflexão sobre o verdadeiro sentido do jornalismo, que é a transformação social. “Tenho certeza que elas desbravaram uma nova possibilidade para projetos de comunicação e educação na Facopp. O legado deixado é de grande contribuição social, acadêmica e pessoal”, finaliza.

Ficou curioso para ver a defesa das meninas? Então corre lá no canal do Youtube da TV Facopp Online e confira o evento na íntegra. Veja também os cliques da apresentação!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.