Alunos de Sandovalina visitam a Facopp e participam de oficinas práticas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Professor Roberto Mancuzo abre oficina de Podcasts (Foto: Cedida)

João Martins e Mariane Pracânica, especial para o Portal Facopp
Colaborou: Taylane Fernandes

Na manhã da quinta-feira (17/10), a Facopp recebeu uma visita bem especial. Os alunos do 8º ano do Ensino Fundamental da escola Monteiro Lobato, da cidade de Sandovalina (SP) foram convidados a participarem de algumas experiências práticas na área da comunicação.

A iniciativa de trazer os alunos para conhecer os corredores da Facopp partiu de uma das professores da escola, Fabiana Damascena, que ministra a disciplina de Língua Portuguesa. No dia ela também foi acompanhada pelo professor Valdir Miguel e, juntos, trouxeram 39 estudantes.

Foto: Cedida

“Inicialmente, a ideia surgiu com o intuito dos alunos poderem conhecer na prática como é feita uma propaganda, como funciona o mundo das agências, dos anúncios publicitários, pois este é o conteúdo do currículo do 8º ano do Ensino Fundamental (análise e interpretação do gênero anúncio publicitário), assim como fiz com os alunos do 7º ano que estudam o gênero notícia e os levei para conhecer a estrutura do jornal O Imparcial”, explica Fabiana.

Porém, no meio desse projeto, a professora acabou conhecendo o professor Roberto Mancuzo, que deu uma aula na disciplina de Mídias Alternativas na pós-graduação de Geografia da Unesp, em Sandovalina, na qual ela está realizando a sua pesquisa de Mestrado em Educação.

Foto: Cedida

“Conversei com ele e marcamos o dia da visita para que os alunos pudessem participar da oficina de Propaganda, o podcast e também algo relacionado a fotografia, pois é o nosso produto final é fotografia, cujo projeto se intitula ‘importância do meio ambiente por meio da fotojornalismo’”, relata.

REALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES

Com a chegada dos alunos e para início da conversa, os professores Roberto Mancuzo e Haroldo Filippi (Tato) bateram um papo com os adolescentes sobre as áreas de Jornalismo e Publicidade e Propaganda.

“Nós discutimos sobre a Comunicação de uma maneira geral e situação do cenário atual em que ela está inserida, mostrando a eles a importância de haver sempre profissionais especializados e preparados para lidar com essa grande quantidade de informações que existe disponível para todos”, relata Mancuzo.

Foto: Cedida

Logo após a palestra, os alunos foram divididos em duas turmas. Uma acompanhou o professor Tato até um dos Laboratórios de Informática para participarem de uma oficina de criação e photoshop, enquanto a outra participou de uma oficina de podcast no Laboratório de Rádio, junto com o professor Mancuzo e as facoppianas representantes do grupo Manas, Rayeni Emerich e Taylane Fernandes.

Segundo Taylane, foi apresentado aos alunos toda a estrutura e funcionamento do laboratório de rádio e explicado o que é o podcast, as diferenças entre ele e o rádio e a importância de criar conteúdos bem apurados e relevantes para sociedade.

“Eles produziram também um podcast sobre os trabalhos feitos por eles nos encontros do projeto de educomunicação, que está sendo realizado pelo nosso colega de classe, Lucas Cardozo”, comenta.

Mancuzo conta que para alguns alunos foi uma novidade a questão da produção, pois já conheciam o podcast. “Isso foi muito bom, porque acaba despertando novas ideias e atitudes, não só saber que existe o podcast ou um trabalho de criação, mas também colocar a mão na massa, fazer mudar, poder gravar, isso tudo foi novo para eles.”

Já na oficina de criação e photoshop, o professor Tato relata que os alunos sabiam o que era a publicidade, mas não tinham noção exatamente do que o curso aborda. “De certa forma eles ficam na cabeça que é só anúncio de televisão, materiais mais simples, como cartão de visita, entre outros”.

Ele contou para os adolescentes a história da Publicidade e Propaganda, o que ela faz e dando espaço também para uma introdução sobre agências de publicidade, o que ela pratica e em quais situações é preciso o serviço dela.

Foto: Cedida

Após as trocas das turmas e participação nas duas oficinas, todos se reuniram novamente no Laboratório de Fotografia e Mancuzo e Tato fizeram uma breve apresentação sobre a questão da fotografia no meio ambiente.

FEEDBACK POSITIVO

Segundo Fabiana, os seus alunos disseram que foram “experiências únicas” e voltaram cheios de ideias para os seus projetos e agradeceram por proporcionar a viagem e essas oficinas. “Teve até uma aluna que disse no podcast, que muitas vezes a escola se torna chata, sempre a mesma coisa e eu sempre levo coisas diferentes e essa superou todas”.

Já Tato comenta que as atividades realizadas foram muito boas, pois os alunos deram abertura para que ele e Mancuzo abordassem bem sobre a comunicação. “É um assunto muito curioso, eles estavam o tempo todo prestando atenção, questionando, tirando dúvidas, e isso é sinal de que conseguimos despertar o interesse, mesmo que não signifique que eles possam virar comunicólogos”.

Para Mancuzo é sempre muito bom falar não só para adolescentes, mas também para a sociedade o quanto que há de bastidores em toda produção midiática, pois muitas pessoas têm uma ideia equivocada de que Jornalismo e Publicidade são feitos sozinhos.

“Numa época em que muita gente tem tentado desvalorizar a nossa profissão, a área de comunicação como um todo, nós temos que, realmente, levantar essa voz e fazer essas campanhas. O Jornalismo e a Publicidade são fundamentais no espaço democrático e a gente sempre precisa lutar por isso”, finaliza.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.