Alunos e docentes trocam ideias sobre diversas áreas da fotografia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

11/10/2018 às 17:00 – Atualizado em: 15/10/2018 às 23:41 
Daniel Alvarez e João Lucas Martins

Felipe Piquione

Nesta terça-feira (09/10) ocorreu a segunda noite do 5º Colóquio Facopp. A sala 417 foi o local em que se reuniram docentes e estudantes dos cursos de Publicidade e Propaganda, Jornalismo e Fotografia para a apresentação de cinco diferentes projetos na área da Fotografia.

Segundo Fabiana Aline Alves, professora e organizadora do Colóquio, o intuito do evento que passa por sua segunda edição em novo formato é de promover a discussão, debate e reflexão sobre as três áreas da Facopp, de formas diferentes mas complementares. Com essa troca de ideias, acaba por ser consolidado um espaço democrático de conhecimento e discussão sobre as vertentes da comunicação.

A professora dá destaque à importância das discussões promovidas durante o evento. “No caso da fotografia, essa troca é muito prática, mas também reflexiva, para conseguirmos pensar todos os alcances. Às vezes temos uma visão muito limitada da fotografia e descobrimos vertentes por meio da partilha e da conversa.”

Para abrir as apresentações, o professor e mediador Eduardo Souza chamou à frente os docentes Maria Luisa Hoffmann e Thomas Aguilera Fernandes para apresentarem o trabalho Projeto Integrador de Fotografia.

Maria Luisa e Thomas explicaram que o objetivo da produção é integrar disciplinas do curso e preparar os discentes, que também fazem parte do projeto, para o mercado de trabalho em que vivenciam situações reais. Neste segundo semestre de 2018 a proposta foi registrar casamentos fictícios.

O professor afirma ainda que é uma oportunidade dos alunos de montarem seu portfólio, para que o mesmo seja apresentado à futuros clientes. Quando questionada, Maria Luisa revelou que pretende expandir o projeto futuramente: “É pensada sim uma futura expansão e a integração de outros cursos com parcerias, com os alunos de Música, Gastronomia, entre outros”.

Fotografia institucional foi o foco de dois trabalhos apresentados na noite, um deles foi realizado pelas estudantes de Jornalismo Daniellen Oliveira Campos, Isabela Rocha Eugênio e Maria Fernanda do Nascimento Ferreira, orientadas pela Professora Maria Luisa Hoffmann, e outro pelos alunos de Fotografia Murilo Hernandes Felisberto e Jhennifer Rodrigues de Almeida, orientados pela professora Fabiana Alves.

Murilo apresentou também seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), que ainda está em andamento, o projeto Nirvana e Rolling Stone: uma análise sobre capas e imagens, orientado pela professora Fabiana Alves, e que tem como intuito analisar o papel e a construção da fotografia na imprensa. Para isso, foram analisadas capas da revista sobre a banda, em diferentes fases.O discente conta que a intenção do projeto no início era mais universal, porém acabou afunilando suas ideias. “No começo eu queria fazer uma análise das bandas dos anos 90 em geral, mas acabamos por delimitar algo específico até a chegar a ideia de utilizar três capas da Rolling Stone na época em que a banda Nirvana estava na ativa, fizemos algo mais profundo do que geral.”


REPRESENTATIVIDADE 

Os alunos Altemar Ribeiro do 3º termo de Publicidade e Propaganda e Jhenifer Rodrigues do 4ª termo de Fotografia, orientados pela docente Maria Luisa Hoffmann, apresentaram seu projeto nomeado Novos Olhares: a visibilidade da mulher negra por meio da fotografia. O trabalho foi pensado e está sendo desenvolvido como um projeto para o estágio que fizeram juntos no Laboratório de Fotografia da Facopp.

No início pensaram em abordar e fotografar mulheres negras em geral, mas contam que acabaram por optar por funcionárias da Universidade. Jhenifer conta que buscaram variar também nas idades das mulheres: “Optamos por buscar a diversidade também na idade, para dar uma representatividade à mulher negra, independentemente de sua idade.”

Os discentes contam que, ao finalizar o projeto, pretendem expor nos ambientes da Universidade durante a Semana da Consciência Negra, além disso, há a possibilidade de exporem as fotografias em outros locais para uma maior visibilidade.

Andressa Bertolli, 25 anos, aluna do 4º termo de fotografia, assistiu a todas apresentações e afirma que já é sua 4º participação no Colóquio. Segundo ela, o evento proporciona uma visão mais ampla sobre novos assuntos e temas que podem ser fotografados, discutidos e expostos para a sociedade.

A estudante conta ainda que o projeto que mais lhe chamou a atenção foi justamente o de Jhenifer e Altemar. “É um projeto que está sendo muito bem executado e tem grande importância, pois mostra a beleza das mulheres negras e traz uma representatividade que às vezes falta a elas”, conclui. Andressa revela ainda que pretende participar futuramente como apresentadora em outras edições do evento.
   

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.