Andrei Kampff revela o segredo para produção de uma boa grande reportagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

09/05/2017 às 22:30 – Atualizado em: 11/05/2017 às 11:09 
Bruna Leite, Gabriel Lanza e Alexandre Carvalho

Beatriz Vitrio

Imagem Notícia
Kampff ressalta a importância do trabalho em multiplataformas

O jornalista Andrei Kampff, da Rede Globo, esteve presente no Auditório Buriti nesta quarta-feira (09/05), para falar sobre sobre a grande reportagem no Jornalismo Esportivo. O repórter do Globo Esporte foi atração da segunda noite da 22ª Semana de Comunicação da Facopp. 

De acordo com Kampff, atualmente, os clubes de futebol estão cada vez mais fechados, principalmente em função do trabalho de suas assessorias de imprensa, que hoje são muito presentes. Com isso, é reduzido o número de veículos que cobrem diariamente estes times e a aparição de bons personagens.
 
“Eles limitam a gravação da televisão em alguns conteúdos. A participação dos repórteres nos treinos é menor, no caso das entrevistas coletivas, os jogadores que são entrevistados também são escolhidos pelos assessores. Essa é uma forma que encontraram de se blindar, é o modo deles se protegerem”, aponta.
 
Para o repórter, não se pode ficar refém das pautas oferecidas pelos clubes de futebol. O importante é ter boas fontes e uma apuração de qualidade, bem como procurar contar uma história a partir de uma leitura diferente.
 
“Para se fazer uma boa reportagem, é preciso três elementos: boa apuração, boas perguntas e boas respostas. Quando você tiver esses três elementos, vai conseguir contar uma boa história, e o futuro do jornalismo está ai. Basicamente, é você tirar boas respostas das perguntas”, afirma.
 
Kampff ainda ressaltou a importância de uma produção de qualidade, pois, segundo ele, estamos vivendo uma revolução no jornalismo, em especial no âmbito esportivo, onde os jornalistas precisam ser profissionais multiplataformas.
 
“Produzimos conteúdo para a TV fechada e aberta, e para os sites. Essa revolução é hoje construída pela facilidade que todos têm em divulgar um acontecimento. Porém, é o jornalista que consegue trazer uma informação de qualidade com credibilidade para as pessoas”, afirma.
 
Por fim, o jornalista ressaltou a importância da interação entre um profissional da área e os estudantes de comunicação. “Toda troca é importante, nós aprendemos com todo mundo. Nós somos, antes de tudo, ouvintes. Perguntar é fundamental, é uma interação nova e é um universo novo que vocês estudantes nos trazem”, encerra.
 
Experiências
 
O aluno Adriano Batista, do 3º termo de Jornalismo noturno, avalia a palestra como fundamental por ter tratado da responsabilidade na divulgação de notícias. ”Hoje o fácil acesso à informação tem sido banalizado, porque as redes sociais permitem que qualquer pessoa divulgue um acontecimento”.
 
Já Stephanee Melo, aluna do 7º termo de Jornalismo noturno, conta que a palestra foi muito esclarecedora, servindo para reafirmar o diferencial necessário para ingressar no mercado de trabalho. “Precisamos ver tudo a partir de uma nova leitura. A palestra foi muito motivadora, pois nos ajudou a despertar o olhar na busca de qual é o meu papel no jornalismo”.
 
Para Rafael Barbosa, do 5º termo de Jornalismo noturno, a palestra foi uma excelente experiência. “Eu gostei bastante, pois ele mostrou que antes de ser um jornalista esportivo, ele é um jornalista acima de tudo e tem como compromisso transmitir notícias com credibilidade”.
 
O professor Roberto Mancuzo explica que uma palestra como esta agrega muito para os acadêmicos, pois é algo além da sala de aula, é um contato com a realidade do mercado de trabalho. “Contribuiu muito por conta das experiências que ele tem, não sendo algo comum. Os alunos estiveram diante de um jornalista muito tarimbado, no sentido de entender as técnicas jornalísticas, mostrando como trabalhar bem uma notícia e o relacionamento”.
 
A Semana de Comunicação segue amanhã a todo vapor e será a vez dos palestrantes Edson Rossi, no Auditório Azaléia, e Tadeu Brunelli, no Auditório Buriti, ambos às 19h, conversarem com os alunos. Haverá também o workshop de mídias sociais ministrado por Bárbara Benites, no Laboratório de Informática.
        

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.