Aulas presenciais tem previsão de retomada gradual em março

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Jady Alves

Aulas ainda acontecem de forma remota, mas há previsão de retorno presencial a partir de 1º de março (Foto: Jady Alves)

Depois de mais de um mês de férias, os alunos da Unoeste voltaram às aulas esta semana, entretanto, por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o retorno ainda é de forma virtual. Contudo, na Escola de Comunicação e Estratégias Digitais da Unoeste há previsão de retorno presencial de maneira gradual a partir de março.

A volta às estruturas físicas da universidade segue as determinações governamentais impostas por meio do Plano São Paulo somadas às da Comissão Permanente de Prevenção à Covid-19 da Unoeste. O plano de retomadas das aulas presenciais do primeiro semestre de 2021 já foi estabelecido pela instituição.

De acordo com o documento, as aulas dos cursos da área da saúde terão o retorno de todas as atividades práticas, além da retomada das aulas teóricas de forma gradual. Já os cursos das demais áreas do conhecimento, retornarão ainda de forma remota durante o mês de fevereiro.

A previsão para a volta das aulas presenciais dos cursos da Escola de Comunicação e Estratégias Digitais é já no dia 1º de março, com o percentual estabelecido a partir das orientações dos governos estadual e municipal. Será permitido que 35% dos alunos retornem quando a cidade estiver na fase amarela do Plano São Paulo. Quando o município atingir a fase verde, será permitido que 70% dos estudantes voltem às ações presenciais.

“Sinto muita falta das aulas presenciais. Aquele momento de tirar dúvidas com o professor, olho no olho, a comunicação com os alunos. Mas também sinto insegurança”, comenta a aluna do 7º termo de Jornalismo, Bruna Evelyn.

É importante lembrar que parte das aulas presenciais foram retomadas no 2º semestre de 2020, especialmente no caso das disciplinas práticas dos cursos de Comunicação. Sendo assim, a universidade já tem estrutura necessária e protocolos de biossegurança para seguir no enfrentamento à pandemia.

Por outro lado, as atividades remotas têm seus benefícios. “Sobre as vantagens do ensino remoto, a principal é a quebra de barreiras entre quem fala e quem recebe, ou seja, podemos trazer convidados de qualquer lugar do mundo para participar de uma palestra, de uma aula. Isso foi algo que todos ganharam”, afirma Carolina Mancuzo, coordenadora do curso de Jornalismo.

A prática do ensino remoto começou em março de 2020, por conta da necessidade do isolamento social para diminuir a transmissão do novo coronavírus.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.