Bastidores do evento envolvem 140 pessoas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

30/05/2018 às 22:00 – Atualizado em: 04/06/2018 às 18:21 
Daniel Alvarez, Jady Eduarda Alves e Larissa Biassoti

Jhenifer Rodrigues

Alunos e ex-alunos da Facopp se dedicam na cobertura da 10ª edição do Top Of Mind

A décima edição do Top of Mind acontece hoje (30/05) e para que o evento seja um sucesso é realizado todo um trabalho de produção e organização. Professores, estagiários, funcionários, alunos e até mesmo ex-alunos contribuíram nessa edição, que totalizou 140 envolvidos.

Os primeiros passos foram dados em março com os estagiários do Laboratório de Pesquisa de Mercado, que com a ajuda de cerca de 90 alunos aplicaram questionários distribuídos em 24 equipes, passaram por 35 bairros prudentinos e colheram dados, para que fossem definidos os ganhadores de cada categoria.

Quem também trabalhou com bastante antecedência em relação ao evento foi o pessoal da Agência Facopp, que além de produzir o design do troféu, entrou em contato com os fornecedores. Rebeca Azevedo, estagiária da Agência, conta que várias ligações foram feitas para solicitação dos troféus, flâmulas e backdrops que vão ser usados no evento.

No Portal Facopp a cobertura também foi feita com antecipação, uma reunião de pauta inteira foi dedicada ao planejamento das matérias e foi feito o contato com alguns dos vencedores. O estagiário do Portal, Victor Gomes, explicou que a equipe foi dividida por reportagem, o que facilitou o desenvolvimento do material. “É bom interagir com pessoas fora da Facopp e conhecer empresários da cidade. Isso me ajuda tanto na parte de networking como na minha formação pessoal”.

Para a supervisora do laboratório, a docente Fabiana Alves, este é um momento de aproximar os estagiários da prática profissional. “Com a premiação, os alunos planejam a toda a cobertura do evento, experimentando várias funções do jornalismo. Além disso, eles se aproximam de empresários e de uma forma profissional e não como atividade de alguma disciplina”.

A cobertura do pessoal do Laboratório de Rádio deu foco às empresas que levaram o prêmio em todos os dez anos do evento e às duas rádios AM e FM. Segundo a estagiária Larissa Oliveira, após o colhimento das entrevistas, uma grande reportagem sobre o evento vai ser feita. “Espero que dê tudo certo, principalmente na questão de entrevistar todo mundo, pois o tempo é muito escassos, às vezes temos que dar uma corrida contra o tempo para poder conseguir gravar tudo”.

Laboratório de Fotografia conta com a contribuição de 15 pessoas, dentre eles a funcionária da Facopp e já experiente Marlene Reverte. Ela conta que faz a cobertura desde 2015 e que durante esses anos notou a evolução na organização dos fotógrafos durante o evento. “Gosto de separá-los por categoria, pois quando uma determinada foto é solicitada por alguém eu sei qual dos fotógrafos fez e procuro para pegá-la”. Apesar de toda bagagem, Marlene diz que ainda sente um friozinho na barriga por ser um evento de grande porte e tem uma preocupação com a qualidade das fotos.

Também trabalhando com fotos, o pessoal das Mídias Sociais se dividiram em equipes. Segundo Vinicius Meneguetti, cada grupo ficou responsável por uma rede social. A cobertura feita por eles foi mais descontraída, indo de posts interativos no Facebook a fotos no feed e stories do Instagram.

Uma dupla veio representando a Assessoria de Imprensa Facopp: Isabelle Fernandes e Rafael Barbosa. Isabelle conta que trabalhar em duplas é mais fácil, os afazeres são divididos para que nenhum dos dois fique sobrecarregado, diz ainda que é sua primeira vez cobrindo o evento por isso está um pouco nervosa. “Estou bem ansiosa por ser a primeira vez, pois sei que é um evento muito grande, envolve as empresas de Prudente, e isso pode ser muito benéfico para a minha carreira”.

NOVIDADE AO VIVO 

TV Facopp traz uma novidade esse ano, além da cobertura que é sempre feita, o laboratório realizou a transmissão ao vivo pelo seu canal do Youtube. Bruna Sugano, uma das estagiárias, conta que é gratificante cobrir pela TV pela terceira vez e fica triste por ser sua última participação. “Por já ter participado em três edições consigo perceber a evolução e hoje vai acontecer a primeira transmissão ao vivo do evento, isso é uma coisa que nós nunca imaginamos fazer.” Michelle Santos, também da TV, se diz ansiosa por estar cobrindo pela primeira vez a premiação, que é um evento de grande importância na região e envolve pessoas de fora da Facopp.

Thaisa Bacco, uma das professoras responsáveis pela TV, afirma que o planejamento da transmissão ao vivo já vinha sendo feito há muito tempo e uma grande organização foi feita para que nenhum problema surgisse durante o evento. “Organizamos toda a equipe e pensamos em todo o espaço, na infraestrutura. A parte da mão de obra é toda realizada pelos nossos estagiários e funcionários da Facopp”, conta.      

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.