Documentário mostra importância da apuração e relação com fonte

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

15/03/2019 às 11:26 
Ana Deak, Bianca Móra, Jennifer Figueiredo e Sibeli Santos

Imagem da Internet

Motel Manor House em Aurora, Colorado, antes de ser demolido

 

Quantas notícias você já compartilhou nesses últimos dias em suas redes sociais?
 
Em quantos casos você compartilhou algo sem ler o texto por completo?
 
Das notícias que você leu, quantas tinham informações realmente verificadas?
Apesar de não ser novidade, a circulação de informações não verificadas e de boatos falsos ganhou muito mais influência após as redes sociais.
 
Pensando nisso, a dica de filme desta semana é voltada para a relevância da veracidade das informações e para amantes de documentário que gostam de algo mais investigativo. Tudo isso você encontra em Voyeur, uma obra baseada em fatos reais.
 
O filme Voyeur relata a história do experiente jornalista americano Gay Talese, que está sempre em busca de boas histórias que prendem a atenção e que são relevantes para a sociedade.
 
Tudo começa quando em um certo dia, um de seus leitores, Gerald Foos, o contata por cartas alegando ter vivenciado algo inédito na história. Ele teria observado seus hóspedes por décadas, em seu motel que mantinha no Colorado, por meio de buracos nos tetos dos quartos.
 
Ainda que enfrentasse muitos obstáculos como à falta de provas, dados inconcretos e o fato de precisar confiar na palavra de uma única fonte, nada fez com que Talese desistisse da história, então seguiu adiante. O relato do jornalista mostra os detalhes de sua cuidadosa apuração e técnicas usadas, reforçando a ideia de que o jornalismo deve ser bem feito.
 
No filme, pode-se observar que algumas lições preciosas são passadas e é preciso estar atento a elas. Nota-se nesta história real que até os profissionais mais experientes estão passíveis ao erro, e um erro no Jornalismo pode ser eternizado, manchando a carreira que levou uma vida inteira para ser construída.
 
A moral da história deste documentário revela algo simples e primário, um jornalista nunca deve confiar absolutamente na fonte e sempre ouvir mais de uma pessoa, para cruzar dados e atestar a veracidade da história.
 
A obra é instigante e mostra os cuidados que se deve ter com a fonte e seus relatos, a importância da checagem e apuração das informações, ou seja, os princípios básicos que todo bom jornalista deve apresentar.
 
Segundo o professor Roberto Mancuzo, uma boa relação com a fonte parte de um ponto chave, a honestidade mútua, tanto por parte do repórter quanto do entrevistado. “O jornalista é um profissional que precisa se atentar às escolhas das fontes e deve saber quais são as pessoas corretas para a matéria que ele tem. Quando ele encontrar, deve apresentar bem a matéria ao seu entrevistado e mostrar qual a importância e a participação dele na história.”
 
Para quem pensa em seguir carreira como jornalista, seja investigativo ou em qualquer outro gênero, é preciso absorver o máximo de informações e conhecimento enquanto ainda é estudante e levar esse aprendizado para a vida profissional.
 
Ficou interessado e quer saber mais detalhes? O filme Voyeur é uma produção original da Netflix e está disponível na própria plataforma de streaming. Bom filme!
 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.