Estudantes criam plataformas online para divulgarem ações do 3º setor em TCC

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

13/06/2018 às 19:24 – Atualizado em: 15/08/2018 às 12:36 
Daniel Alvarez, Jady Eduarda Alves e Larissa Biassoti

Caroline Bortoluzzi

Projeto promove a comunicação empresarial para gerar visibilidade nas ações de 26 entidades

A segunda noite de defesa pública (12/06) dos TCCs de Jornalismo começou com Auditório Carvalho lotado com a presença dos familiares, amigos e colegas de sala para assistirem à apresentação “Produção de Jornalismo Empresarial para a Central de Voluntários em Ação de Presidente Prudente”.
 
Realizado pelas alunas Aline Fernandes, Bruna Akemi Gimenes Sugano e Isabele Karine Silva, o trabalho deve como banca avaliadora os docentes Roberto Mancuzo e Tchiago Inague, e como professor orientador Homéro Ferreira.
 
O projeto propôs a implantação da comunicação empresarial na entidade do terceiro setor, a Central de Voluntários em Ação (CVA), e teve como objetivo ampliar a visibilidade institucional por meio de recursos jornalísticos para divulgar e mostrar as ações que são realizadas pela por voluntários, com trabalhos de cunho social.
 
A integrante do grupo Aline Fernandes, falou durante a apresentação que o grupo fez um projeto com tema que não estava habituado, já que foi algo fora do comum dentro da Facopp, e que foi necessário compreender a comunicação organizacional em profundidade para que fosse possível aplicá-la na entidade.
 
A escolha das estudantes foi de utilizar as plataformas online para criar o site, assim como uma página na rede social Facebook. Bruna Sugano, aluna que fez parte do projeto, conta que elas optaram pelo digital pelo fato de ser prático, atrativo como uma vitrine, ter alcance e gerar possibilidades de discussões.  
 
A equipe produziu um novo logo para a CVA, que permanecia o mesmo há 19 anos. Matérias jornalísticas foram feitas para o site, históricas e também factuais, além de trazer informações sobre os 26 parceiros, agenda, contato e como ser um voluntário. O Facebook foi utilizado para fazer principalmente a divulgação dos eventos e também promover interação.
 
“As pessoas não sabiam quem procurar para se voluntariar e as entidades não sabiam onde procurar voluntários, então faltava algo para fazer o encontro desses dois públicos e o TCC facilitou. Além disso, a visibilidade que o online traz e a atualização constante que pode ser feita de notícias nos ajuda muito.” Antônia Maria Braz é coordenadora da CVA e comenta que a dificuldade de fazer essa ligação entre os interessados foi eliminada pelo projeto. 
 
Isabele Karine Silva comenta que as alunas fizeram todo o processo de apuração, pesquisa para realmente constatar a necessidade de disseminar conteúdos do terceiro setor. “Foi além do que esperávamos, é um orgulho imenso ver que o que fizemos está dando um resultado positivo e contínuo, contribuindo ainda mais para o reconhecimento do trabalho realizado pela CVA e pretendemos acompanhar a continuidade do que começamos.”
 
A relevância, de acordo com o orientador do grupo Homéro Ferreira, foi justamente o fator social. “O terceiro setor vem suprir as necessidades que não foram supridas pelo primeiro, que é o governo, bem como o que não fez o segundo setor, que é o segmento econômico comercial, então por meio dos voluntariados as pessoas serão ajudadas”, conclui.  
 
Tchiago Inague, um dos professores da banca, comentou que uma parte da sociedade não tem acesso aos serviços básicos que deveriam ser oferecidos e que projetos como esse fazem com que as pessoas passem a olhar para esse lado de outra maneira. “O mundo está cada vez mais individualista, o capitalismo gera produção e consumo, tanto que ninguém mais tira um tempo para desenvolver trabalhos voluntários, em prol da sociedade e isso é algo que o grupo propõe, eles vão na contramão do que acontece diariamente, o que é extremamente importante para o desenvolvimento social.”
 

EVOLUÇÃO
 
Em 2008, foi realizado um TCC também relacionado a Central de Voluntários em Ação (CVA), na parte de assessoria de imprensa, orientado pelo professor Roberto Mancuzo, que foi um dos integrantes da banca.
 
“É nítida a diferença que tiveram os trabalhos, há 8 anos o contato com a entidade foi mais intimista, hoje o tratamento foi muito mais profissional do que pessoal, o que é fundamental para o desenvolvimento do projeto, porque o terceiro setor é um do espaço que tem as suas dificuldades financeiras e estruturais e tem que saber lidar”, afirma Mancuzo.
 
O professor fala ainda que as ações além de voluntárias, devem ser estratégicas e que o grupo conseguiu executar com excelência a comunicação  empresarial nesse sentido.
 
Tchiago Inague, durante a entrevista ao Portal Facopp, não deixou de comentar sobre a evolução das estudantes, já que no início tiveram o desafio de saber unir os assuntos, estabelecer foco na produção e dar o pontapé junto a parte teórica sem fugir do objetivo na peça prática. 
 
Para dar sequência ao projeto, o professor Homéro Ferreira juntamente com a CVA, será responsável por desenvolver estágio supervisionado na entidade, de forma a continuar dando visibilidade às ações voluntárias e também promover conhecimento aos alunos nessa área. 
 
 
COMEMORAÇÃO 
 
As gerações da família da integrante Bruna Sugano vieram comemorar a conquista da aluna! Desde os mais novos aos mais idosos.
 
Sua irmã, Leticia Sugano, fala que o sentimento que fica é de orgulho, já que mesmo com algumas barreiras, a conquista finalmente chegou. “Muitas vezes ela nem voltava para casa para almoçar, porque tinha alguma coisa sobre o TCC para resolver, aí tinha o estágio, era uma correria, mas ela batalhou e sempre conseguia entregar tudo.” 
 
Já sua avó, Edite Rodrigues Gimenes de 81 anos, diz não tem nem palavras para expressar como foi o momento, já que felicidade não lhe faltava. “Para mim é muito importante, porque eu jamais acreditava que isso ia acontecer na minha vida, ver a minha neta se formando uma profissão tão importante que é o jornalismo. Eu vim de uma família humilde, jamais eu imaginava que isso poderia acontecer há alguns anos, mas depois que as coisas melhoraram, eu vi que o esforço dela a levaria à vitória,” conta.
 
 
 
       

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.