Estudantes produzem fotografias para marcas consolidadas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

31/10/2017 às 09:38 – Atualizado em: 31/10/2017 às 17:41 
Ana Caroline Soares

Cedida/Thomas Aguilera

A empresa Brigadeirie teve seus produtos fotogrados pelos alunos de Fotografia

Na sexta-feira (27/10), os estudantes do 4º termo de Fotografia receberam na disciplina de Fotografia de Produto, ministrada pelo docente Thomas Aguilera, os confeitos da empresa Brigadeirie. De acordo com o docente, o objetivo da atividade foi fazer com que os alunos tenham a experiência de um contato próximo com um cliente real.
 
O projeto é uma parceria do professor Thomas, junto com o docente Luiz Eduardo, que ministra disciplina de Tratamento de Imagens, cujo objetivo é editar a imagem antes da entrega final.  De acordo com Thomas, o processo de integração da atividade consiste no briefing inicial para os alunos adaptarem a ideia do cliente, composição e captura das imagens, seguida de tratamento, mentoria e orientação.
 
“O aluno tem que seguir algumas regras, o briefing funciona como a vontade do cliente. Ele não pode simplesmente fazer o trabalho com seu gosto próprio”, diz professor Thomas. Além da Brigadeirie, os estudantes tiveram contato com outras empresas no bimestre passado, como a Morana Acessórios, Contém 1g, SOS Detox e, recentemente, com a Mercato Delicatessen.
 
Para Marcia Tanaka, do 4º termo de Fotografia, é muito importante ter esse contato com as empresas. “Assim temos uma experiência do que nos espera fora da faculdade e, estando ainda aqui dentro, temos o auxílio dos professores”. Ela ressalta que dos clientes que obteve contato, para ela, o Detox foi o mais interessante, pois trabalharam com a técnica de splash, que ainda não tinham experimentado.
 
Já Gabriela Simone conta que esse contato é uma forma de decidir o segmento dentro da profissão e assim ver no que mais se identifica. “Acho isso muito legal, o fato de aprendermos a mexer com os produtos e conhecer os clientes que nem a gente sabia que tinha aqui em Presidente Prudente, é uma maneira muito legal de começarmos nossa carreira”.
 
Para Thomas, esse trabalho tem diversos aspectos positivos e um deles é a construção da imagem profissional de cada aluno. “A partir do momento que eles entrarem no mercado de trabalho, começarem a apresentar seu portfólio, podem falar que desenvolveram fotos com clientes reais. Inclusive alguns deles já estão utilizando essas fotos para divulgação dos seus produtos. Como é da autoria deles, eles podem usar para divulgar seu trabalho”, afirma.
 
Segundo o professor Luiz Eduardo, o retorno das empresas trabalhadas foram positivas. “Quem hoje não preza por um material de qualidade? Então eu acho que as duas partes saíram ganhando. Tanto os alunos que conseguiram ali um portfólio como para os clientes que receberam uma imagem de boa qualidade. É uma questão de ambição, de colocar algo maior e ver que no final tudo deu certo”.
 
Os docentes ainda relatam que pretendem levar esse projeto para outras turmas também e tem como objetivo trazer a adrenalina para a sala de aula, algo que vai além da teoria. “Se depender de mim e do Thomas, esse projeto tem cada vez mais a ganhar força. Acho uma experiência super positiva e se tudo der certo, vamos manter sim nas próximas turmas e melhorar bastante coisa”, finaliza.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.