Ex-aluna atua na área em instituição financeira cooperativa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

05/04/2019 às 12:00 
João Victor Coutinho, Luan Buzzo, Jessica Silva e Gabriel Takada

 Carolina Mussolini Celestino de Oliveira, atual assessora de Comunicação e Marketing da Sicredi Rio Paraná PR/SP, nasceu em Presidente Epitácio e se formou em Jornalismo pela Facopp em 2006. Hoje, morando em Presidente Prudente, tem a missão de divulgar, informar e apresentar o cooperativismo de crédito da empresa.
 
Segundo Mussolini, a graduação é fundamental para a atividade jornalística. “Sem a faculdade, eu não seria a profissional que sou hoje. É lá que aprendemos Ética, Teoria da Comunicação, Legislação, além de conceitos que fazem toda a diferença no dia a dia”, afirma a jornalista.
 
Durante a faculdade, Carolina foi uma das finalistas da Semana Estado de Jornalismo, promovido pelo jornal O Estadão. “Em 2004, participei, mas não pude concorrer. Porém, foi muito aprendizado. Em 2006, meu último ano, participei novamente para concorrer. Passei um final de semana escrevendo e tive a surpresa de ser selecionada. Tive muito apoio da faculdade na época, até o coordenador esteve presente. Fiquei em terceiro lugar entre 16 estudantes de todo o Brasil”, relembra.
 
O Jornalismo mudou muito de 2006 até hoje. Ela analisa a Comunicação como uma roda. Nunca para. Para ela as principais transformações sugiram com as redes sociais. “Quando me graduei, em 2006, já sabia que nunca iria parar de estudar. A principal mudança foram as redes sociais. Hoje, o conteúdo é rei. Mas as pessoas usam sem conhecimento, coisa que jornalistas atualizados fazem com maestria”, afirmou Carolina.
 
Por fim, ela acredita que o jornalista precisa se reinventar a todo o momento e acompanhar as mudanças. “O futuro profissional não pode esperar que vai se formar, sentar numa redação e escrever o seu lindo texto. Não é bem assim. É preciso estar atento às entrelinhas, estar perto e ver a dor que as pessoas estão sentindo, perceber o que há de errado e desconfiar de tudo. O jornalista também não pode desanimar, pois, mesmo numa pauta de evento comunitário, pode ter uma linda história para contar”, ela avalia.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.