Facopp reúne alunos e profissionais para discutir relações entre imprensa e fonte

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

22/02/2019 às 21:34 – Atualizado em: 28/02/2019 às 13:05 
Heitor Pedroso e Larissa Oliveira

Fotografia Facopp

Imagem Notícia

Pensar e falar sobre Jornalismo é uma constante nos corredores da Facopp, mas uma noite destinada a isso e com a presença de cinco profissionais de entidades públicas e privadas da área debatendo o outro lado da notícia não é sempre. E foi justamente isso que aconteceu na noite de quinta-feira (21/03)! A segunda edição do bate-papo Vamos falar sobre Jornalismo?  reuniu os futuros repórteres, editores e assessores no Auditório Buriti, para debater as relações da imprensa com as fontes e vice-versa.

Estiveram presentes o editor-executivo do jornal O Imparcial Leandro Nigre, a assessora de imprensa da Unoeste Aline Blasechi, o servidor e jornalista da Secretaria Municipal de Comunicação de Presidente Prudente Iury Greghi, o editor-executivo do Fronteira Notícias 1ª edição, da TV Fronteira, Pedro Mathias, e a porta-voz do 42º Batalhão da Polícia Militar do Interior, a Major Silvia Mantoani. O encontro teve mediação do professor Roberto Mancuzo.

O anfitrião abriu o debate valorizando a figura do porta-voz dentro das entidades, especialmente em casos de crise. Mancuzo mostrou aos presentes uma matéria sobre o tenente Pedro Aihara, porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, que têm sido o rosto da operação de resgate no desastre do rompimento da barragem em Brumadinho. 

Durante o evento, foram debatidos temas pertinentes na relação dos profissionais com a notícia, com a imprensa, assessorias e departamentos especializados das entidades públicas e privadas e a importância da presença de porta-vozes nas entidades, bem como as dificuldades no atendimento às solicitações dos jornalistas.

Todos os convidados expressaram a importância de valorizar momentos como o debate para estreitar laços entre os profissionais e entidades como forma de refletir melhor sobre o trabalho, o que é raro no dia a dia da profissão, e também para mostrar aos alunos dificuldades diárias que não são aprendidas na teoria.

Nigre acredita que o contato dos profissinais com o estudantes é uma oportunidade para todos os envolvidos. “A questão de melhorar o diálogo é uma constante que nós sempre estamos buscando”, conta. “É essencial esse tipo de debate para podermos mostrar os dois lados e buscar um consenso, para que a informação sempre seja a prioridade”, completa o editor.

“A gente só consegue melhorar se a gente entender o que é feito por outras instituições e como as nossas pautas são recebidas pelos profissionais que pedem nosso posicionamento”, avalia Blasechi sobre a atuação do assessor de imprensa.

A aluna do 7º termo Sandra Prata afirma que o contato com profissionais da área é essencial para os estudantes. “Quanto mais informações, quanto mais próximos nós estivermos de conhecer a vivência [do mercado de trabalho], vamos chegar mais preparados”.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.