Live inaugural vai tratar dos impactos da comunicação na sociedade e nos negócios

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Jady Alves

O semestre já começa com tudo na Escola de Comunicação e Estratégias Digitais da Unoeste. Nesta quinta-feira (11/02), alunos, egressos, professores, funcionários e público externo poderão acompanhar a live inaugural do primeiro semestre do ano letivo de 2021. A era da comunicação e seus impactos na sociedade e nos negócios é o tema do bate-papo.

Essa será a primeira de uma série de lives que será realizada pela Escola de Comunicação e Estratégias Digitais da Unoeste o longo desse ano, com objetivo de preparar estudantes, profissionais, empresários e empreendedores da região para os novos desafios a serem enfrentados pelos negócios em 2021 e nos próximos anos.

A live será transmitida pelo canal da TV Facopp no Youtube, às 19h, e comandada pelo professor e consultor Marcos Bedendo. Ele é doutor pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, sócio consultor da Brandwagon, consultoria especializada em pesquisa de mercado e estratégias de marcas. Também já foi executivo de marketing e branding em empresas como Parmalat, Whirlpool, Unilever e Bauducco.

Além de ter escrito um livro e postar em blogs, é professor da Escola de Propaganda e Marketing de São Paulo (ESPM), da Fundação Instituto de Administração, do Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais e da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Alguns pontos abordados na live serão a importância da comunicação para diferentes tipos de organizações e a importância do processo de comunicação organizado, pois isso facilita o diálogo com os diversos públicos e atinge diferentes objetivos.

O professor Bedendo afirmar que também falará da ética na comunicação e a responsabilidade social dos comunicadores. “Acho essencial para esse momento de tanta fake news que estamos passando”, afirma.

EFEITOS DA COMUNICAÇÃO

“A má comunicação pode dificultar a maneira como a empresa é percebida por consumidores, clientes, fornecedores, colaboradores e a sociedade como um todo. Isso faz com que ela possa ter algum tipo de problema para conquistar consumidores e vender mais, mas também faz com que todo o ambiente de negócios fique mais difícil para ela”, comenta Bedendo.

O professor destaca que uma empresa que comunica mal pode ser percebida de maneira negativa e pode, por exemplo, ter dificuldades em recrutar colaboradores de alto rendimento, pois podem imaginar que é um lugar ruim de trabalhar. Assim como fornecedores podem se afastar por medo de terem suas imagens associadas a uma empresa que tem problemas de reputação.

“Um graduado nessa área não pode sair da faculdade apenas com um conhecimento sobre a área de comunicação. Ele precisa entender como a comunicação afeta negócios e melhora todo o ambiente em que a organização esteja inserida e qual é o papel que da área na condução e evolução desse negócio. Isso não significa abrir mão de coisas técnicas, como um bom texto, ou uma boa mensagem. Mas é entender o seu papel maior, onde quer que seja que o aluno resolva se inserir profissionalmente”, acrescenta Bedendo.

Para finalizar, o professor afirma que se o aluno fica conectado somente a técnica, ele está fadado a ser visto como uma peça tática e pouco valorizada pelas organizações. “Os formados nessa área têm que ser, cada vez mais, estratégicos. Saber conduzir as comunicações para evoluir o negócio e fazê-lo crescer. Não é criação, é conteúdo. Não é técnica, é resultado. Então isso é muito mais do que ser um comunicador. É se envolver no todo do negócio, entender as suas alavancas e usar a parte técnica apenas para executar”.

Ficou interessado? Não perca: quinta-feira (11/02), às 19h, no canal da TV Facopp no Youtube.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.