Livro-reportagem escrito por alunas é lançado na Casa do Médico

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Mariane Pracânica, especial para o Portal Facopp
Colaborou: Janaína Tavares

Fotos: Marlene Reverte

O tão esperado lançamento do livro “Veias que pulsam: a história de Gabriel Costa Neto” aconteceu na noite da última terça-feira, 19 de novembro, dia em que o doutor Costa Neto, como era chamado, completaria 100 anos de idade. Os sentimentos de orgulho e gratidão pairavam sobre o anfiteatro da Casa do Médico em Presidente Prudente. Lugar onde, segundo a neta dele, Carolina Costa Mancuzo, era sua segunda casa: “ele adorava esse lugar! Me casei aqui por causa dele e o velório dele também foi aqui”.

A cerimônia contou com cerca de 200 convidados entre familiares, amigos e colegas de profissão do Dr. Gabriel Costa Neto. Inicialmente foi apresentado um vídeo em que introduzia brevemente a trajetória dele. Após isso, Carolina fez um discurso emotivo frisando o desejo que ele tinha de contar sua própria história.  Em seguida, as autoras apresentaram o livro falando sobre o processo de produção e escrita da obra juntamente com a orientadora do grupo, Fabiana Alves.

Vídeo produzido pelas autoras do livro, que contém trechos das entrevistas feitas para a obra e gravações em áudio de Costa Neto, ainda em vida

O livro-reportagem foi produzido a partir de um projeto de TCC das alunas Bianca Pereira, Caroline Luz, Janaína Tavares e Sandra Prata. Escrever sobre a trajetória do doutor Costa Neto ficou sob a responsabilidade dessas meninas que sempre estiveram entre as melhores alunas da sala. Donas de um texto impecável, sempre muito dedicadas ao Jornalismo e preocupadas em contar a história das pessoas com fidelidade e respeito.

A ideia de escrever sobre um dos primeiros médicos de Presidente Prudente foi sugestão da própria Carolina, que uniu o sonho dela e do avô e o interesse do grupo em fazer um livro-reportagem. Após a sugestão, as estudantes foram pesquisar a vida dele e conhecer um pouco mais da relevância da história do doutor Costa Neto para a sociedade Prudentina.

“A Carol sabia da nossa vontade de escrever um livro, e nós nos apaixonamos pela importância que ele teve para a cidade. Desde o primeiro contato com a história dele, nós sabíamos que seria aquela história que iria dar vida ao nosso livro. Então escolhemos abraçar isso.”, conta a integrante do grupo, Sandra.

Para contar sobre a vida do ginecologista e obstetra que fez mais de cinco mil partos durante sua jornada, no total foram 22 entrevistados, entre familiares, amigos e colegas de trabalho. A produção foi feita por Bianca e Janaína e a parte da escrita ficou por conta de Caroline e Sandra. Elas colheram materiais em áudio, fotos e até recortes de jornais. Segundo as autoras, a intenção era que as fotografias do livro remetessem a um álbum de família.

Janaina contou que para produzir e estruturar a obra, o grupo teve acesso a mais de 500 documentos. E os desafios não foram poucos. “Houve todo um processo de análise documental, organização do material e revisão de bibliografia. A gente começou a escrever o livro, sempre com a orientação da professora Fabiana. Terminamos em cinco semanas.”

O livro-reportagem tem um texto literário, possui uma narrativa diferente e, segundo Carolina, neta do doutor Costa Neto, foi muito bem escrito com pontos que ela mesma se mostrou surpresa em conhecer da vida do avô.  “Ele tem diálogos durante a narrativa, o que faz entrar na história como se você tivesse revivendo. Mesmo conhecendo tanto a história dele pelas conversas que nós tivemos ao longo da vida, eu conheci muito do que eu não sabia. Foi muito interessante!”

Para Sandra, além de desafiador, o trabalho foi muito especial. “O contato com as fontes sempre é o mais emocionante. Porque estamos contando uma história, né? Para isso, precisamos de memórias das pessoas e, mexer com memória, é sempre emocionante. Lembrar de momentos especiais, importantes e marcantes. Houve choro de entrevistados, risos de alegria, tudo! Relembrar uma vida é emocionante!”

No final do evento, a única irmã viva do Dr. Costa Neto recebeu uma singela homenagem das meninas. Dona América Costa Sandoval teve o privilégio de ser presenteada com o primeiro exemplar do livro juntamente com uma orquídea.  Emocionada, ela demonstrava gratidão em seu olhar. “É uma ternura que eu sinto pelos filhos e por quem escreveu o livro, por perpetuar a imagem de uma pessoa assim tão especial como foi meu irmão. Eu nem sei como agradecer a Deus por esse momento!” Todas as famílias que prestigiaram o evento também puderam receber um exemplar do livro com direito a autógrafos das autoras.

Para a orientadora do grupo, Fabiana Alves, o resultado foi motivo de orgulho. Segundo ela, escrever um livro é um trabalho árduo, de grande envergadura teórica de pesquisa, entrevista, apuração, checagem e escrita. “É uma dedicação praticamente exclusiva que essas alunas tiveram para produzir esse livro. Elas passaram um ano se dedicando a isso. Chegar a um dia igual hoje e ter uma recepção tão calorosa, tão emotiva, tão afetiva, de um material que você se dedicou tanto é muito gratificante.”

O motivo de orgulho não foi só para a orientadora não. Os pais, amigos e demais familiares das, em breve jornalistas, também vibraram junto. Jandira Maria Tavares da Costa, mãe da integrante do grupo Janaina, acompanhou de perto cada momento da pesquisa da filha. “Só tenho que agradecer a Deus pela vida das quatro meninas, especialmente minha filha. Pelas lutas e vitórias.”

Carolina avaliou a noite como uma realização e sensação de dever cumprido. “Não poderia ter acontecido em um momento mais importante. A gente conseguir fazer esse lançamento no dia do aniversário de 100 anos dele e ver nos olhos das pessoas que estavam lá o orgulho de ter feito parte dessa história. Ele merecia isso!”

E se essa pessoa que vos fala também puder fazer uma avaliação da noite de ontem, ela vai dizer que foi uma noite em que a vida de um homem foi celebrada por todos que o amavam e admiravam. E que através desse livro, produzido com tanto carinho por quatro estudantes de Jornalismo apaixonadas por contar histórias, mais pessoas poderão conhecer e admirar Gabriel Costa Neto pelo legado de amor e dedicação ao próximo que ele deixou.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.