Mesa Redonda debate a necessidade de políticas públicas e do exercício da cidadania

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

23/10/2018 às 17:00 – Atualizado em: 07/11/2018 às 17:57 
Clara Dias e Hellen Pereira, especial para o Portal Facopp

Alessandro Dias

Cidadania e Políticas Públicas foram os temas abordados na terceira mesa redonda que ocorreu na quarta-feira (17/10). O projeto, realizado pela Facopp, busca trazer discussões acerca de temáticas relacionadas às comunicações sociais contando com a colaboração dos alunos do 6º, 7º e 8º termo de Jornalismo, e a contribuição de convidados para debater o tema. A mesa redonda da noite contou com os convidados Marcelo Creste, Promotor de Justiça, e a Professora Mestre em Sociologia Olívia de Almeida.

Durante todo o debate, os alunos demonstraram interesse sobre a temática, o que causou um diálogo construtivo entre os convidados e participantes da mesa. Marcelo deixou claro a satisfação em participar da conversa e poder contribuir com informações que são relevantes para serem discutidas no âmbito acadêmico, principalmente no Jornalismo.

“As políticas públicas surgem em decorrência da implantação dos direitos humanos, direitos que não podem ficar somente previstos na lei ou na Constituição, mas que devem ser executados, e, considerando que os mesmos não são cumpridos corretamente, é preciso implementá-las [políticas públicas] e os jornalistas vão mostrar á sociedade quando isso não acontece”, disse o Promotor de Justiça, Marcelo.

Foi a partir do cenário político atual que os alunos fizeram suas perguntas, relacionando os planos governamentais dos candidatos à presidência com a cidadania, direitos humanos e políticas públicas.

Os alunos também levantaram questionamentos relacionados à importância das políticas públicas para as minorias, que para Olívia, não está relacionada a quantidade, mas à falta de direitos, bem como a ausência de espaços para diálogos sobre assuntos considerados chatos socialmente. “Política, futebol e religião não se discutem, isso é algo que sempre falam e está errado, é por isso que muitos não têm consciência do que acontece ao redor deles, é necessário discutir sim sobre política, saber que estamos num país onde a diversidade existe”, fala Olívia.  

“O exercício da política é a cidadania”, afirma Marcelo Creste e Olívia acrescentou que é preciso que as pessoas deixem de lado o preconceito para poderem entender e agir sobre ela, principalmente agora, no momento das eleições.

“É relevante, principalmente neste momento, em que se aproximam as eleições do segundo turno, que muitas pessoas estão decidindo. Então é importante poder fazer este estímulo para que se tenha preocupação com a cidadania e com as políticas públicas, tanto na hora do voto, quanto para posteriormente seguir acompanhando, cobrando e atuando para o bem da nação como um todo”, afirma a socióloga. 

Com relação às contribuições que o evento teve para os alunos, Maicon Lana do 8º termo de Jornalismo, diz que foi importante entender o tema, principalmente para ter a construção do senso crítico. “Os convidados conseguiram sanar todas as dúvidas, foi uma mesa muito bacana. É um tema muito pesado, delicado, e foi tratado de forma simples,  para que todos pudessem entender, e deixaram o alerta que o ser humano, o jornalista principalmente, deve ter  papel político, porque o papel político dele é tão importante quanto o de qualquer um, mas o dele é um pouco a mais do que o outro porque ele é um formador de opinião.”

Todos os temas abordados nas mesas agregam conhecimento aos alunos, não somente para a preparação para o Enade, mas também para despertar a criticidade do futuro jornalista e proporcionar mais vivência na área dentro da universidade.
 
 
 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.