Mesa Redonda discute inovação, tecnologia, educação e inclusão

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

23/08/2018 às 17:39 – Atualizado em: 29/08/2018 às 13:06 
Isabela Rocha e Tainá Firmo, especial para Portal Facopp

Julio Terrengui

Os temas discutidos dentro da área de Jornalismo foram inclusão, novas tecnologias, inovação e educação

A Facopp realizou a primeira de uma série de cinco Mesas Redondas previstas ao longo do semestre nesta quarta-feira (22/08). O projeto, que envolve duas turmas do 7º e 8º termos do curso de Jornalismo, tem como objetivo discutir temáticas consideradas pertinentes para a profissão, além de proporcionar aos estudantes experiências práticas na área. O evento foi transmitido ao vivo pela Rádio Facopp e conduzido pelo professor Homero Ferreira.

A proposta  é trazer a cada encontro especialistas que possam responder às perguntas dos próprios alunos a respeito de assuntos relevantes para a prática jornalística. No primeiro debate, os temas tratados foram: inclusão, novas tecnologias, inovação e educação. A professora Thaisa Bacco e o professor Sidinei Souza, da Fipp (Faculdade de Informatica de Presidente Prudente), ambos mestres e doutores nas áreas de comunicação e educação, foram os convidados especiais da noite.

Para Thaisa, é muito importante a realização da Mesa Redonda, porque ela possibilita aos alunos a reflexão sobre temáticas diferentes das que normalmente são trabalhadas em sala de aula. “É um desafio enorme a gente estar aqui pra falar de temas que realmente podem nos levar pra diversos caminhos e diversas possibilidades de problematizações, discussões e debates nessa noite”, pontua a professora.

Um dos assuntos de maior destaque ao longo da noite foi a educação inclusiva, ou seja, a inclusão de pessoas com diferentes características e necessidades dentro do ambiente escolar, tendo acesso as mesmas formas de aprendizado. Para que isso ocorra, Sidinei acredita na importância de saber pensar no outro. “Eu acho que nós não temos que ter alguém da família com alguma deficiência, para termos empatia. A empatia é uma característica que eu penso que devemos ter em todas as situações, não só com relação a deficiência”, afirma.

O evento contou ainda com a participação direta de 12 alunos selecionados para a realização das perguntas, análise do debate, a produção de fotografias e textos sobre a primeira Mesa Redonda da Facopp. “Eu acho que num ambiente de trabalho onde cada um faz sua parte, tende a ter um bom resultado e foi o que aconteceu aqui”, comenta o professor Homero, que atuou como mediador e apresentador do programa.

De acordo com Thaisa, as temáticas debatidas não foram importantes apenas para os alunos. “Foi um privilégio muito grande a gente sair daquele mundo de sala de aula, a gente sair daqueles temas, daquele contexto que a gente está tão acostumado a trabalhar e tentar discutir e propor novas reflexões que também são super importantes pra nossa formação enquanto docentes.”

“Participar do debate pra mim foi um momento engrandecedor, sobretudo pela qualidade das questões que foram feitas e o preparo dos alunos que fizeram as questões”, elogia Sidinei.

Estudante do 7º termo de Jornalismo, Hellen Caroline comenta sua primeira experiência como entrevistadora em uma mesa redonda. “Foi um pânico, na verdade. Porque na teoria a gente aprende, se sente seguro, mas na prática não. Na prática a mão gela, o estômago esfria, bate aquele desespero de que você vai falar besteira.”

Para Lilian, aluna do 8º termo, a experiência de participar do seu primeiro debate foi tão boa que, quanto mais ela escutava, mais questionamentos ela tinha. “Foi bem interessante participar, bem gostoso”, avalia.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.