Mudanças e adaptações fazem parte da vida de alunos que cursam faculdade

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

05/04/2019 às 10:00 
Ana Deak, Bianca Móra, Jennifer Figueiredo, Pâmela Bugatti e Sibeli Santos

Jennifer Figueiredo

Considerada a “Capital do Oeste Paulista”, Presidente Prudente conta com mais de 207 mil habitantes, e acolhe muitos estudantes de toda a região

 
Tomar a decisão de fazer faculdade em outra cidade é fácil. Difícil mesmo é encarar na prática esse desafio. Muitos alunos não têm condições de morar na cidade onde estudam, então a única alternativa é viajar diariamente, o que resulta em uma rotina desgastante e cansativa.
 
Diversos obstáculos surgem quando o assunto é conquistar a tão desejada formação superior. Mas nada como muita força de vontade para lidar com a nova rotina. É o caso de Maria Vitória Salles, de 19 anos.
 
Aluna do 5º termo de Publicidade e Propaganda, a jovem conta que começa a se arrumar às 16h para pegar o ônibus da prefeitura e frequentar as aulas, que só começam às 19h.
 
Moradora da cidade de Caiuá (SP), Maria diz que pensa na possibilidade de se mudar para Prudente quando precisar cumprir o estágio obrigatório. No trajeto de ida e volta entre casa e faculdade, ela enfrenta mais de 140km de viagem, todos os dias.
 
“É cansativo, mas com o tempo a gente acaba se acostumando. Não são todos os dias que eu acordo disposta a pegar estrada pra ir para a faculdade, mas sei que meu esforço será recompensado e que uma hora tudo irá melhorar. Tenho a sensação de que quando olhar para trás, vou me orgulhar de todo esforço que tive para conseguir chegar onde quero chegar”, explica.
 
Alguns alunos, com muito empenho, conseguem sair de suas cidades para viver próximo da universidade. Fazem isso com o objetivo de otimizar o tempo, diminuir o cansaço e conseguir mais oportunidades de trabalho. Assim conta Luana Souza, estudante do 3º termo de Jornalismo.
 
A universitária de 19 anos, explica que entre sua casa e a faculdade levava cerca de 3 horas para ir e voltar. “Eu passava a maior parte do tempo no ônibus e não era produtivo para mim.”
 
Luana se sente motivada, agora, com mais tempo para descansar e focar nos estudos. “Antes eu não vivia a faculdade, era puxado. Agora posso focar, participar de mais projetos, consigo estudar mais, tanto que meu rendimento no curso melhorou do 1º termo pra cá”.
 
Para muitos estudantes, ter a oportunidade de fazer uma faculdade vem acompanhado de muito esforço, escolhas e sacrifícios. Afinal, morar longe da universidade não é uma coisa simples, e mudar-se para fora de casa também não é algo fácil.
 
Para aqueles que estão no primeiro termo agora, dediquem-se, não desistam. E para quem está prestes a concluir o curso, parabéns! Você já é um vencedor!  

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.