Professora da Facopp obtém título de mestre em Educação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

25/04/2017 às 12:30 – Atualizado em: 27/04/2017 às 11:41 
Sandra Prata

João Paulo Barbosa

Com o estudo de metodologias ativas, Fernanda ampliou seus métodos de ensino em sala de aula

A professora Fernanda Mello, que ministra as disciplinas de Produção Gráfica e Marketing Digital para os cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda, defendeu sua dissertação de mestrado no Programa de Pós-Graduação em Educação da Unoeste, no dia 17/04. O estudo desenvolvido pela docente discorre sobre metodologias ativas, um método de ensino que tem como objetivo desenvolver mais autonomia dos estudantes.
 
De acordo com Fernanda, o mestrado auxiliou na mudança de prática pedagógica e condução dos alunos em sala de aula. “Eu acredito que todo professor, independente da área de formação, deveria fazer mestrado em Educação, porque dá muita bagagem didática e também práticas inovadoras na sala de aula”. Ela ainda ressalta que desde o início do mestrado, há dois anos, começou a analisar a própria postura e a condução dos alunos durante as aulas. “Me tornei uma professora melhor, com uma visão mais ampla sobre a educação”.
 
O tema da pesquisa foi metodologias ativas baseadas em projetos, este método interfere tanto na postura do docente como na dos alunos. “Todos nós nos tornamos sujeitos ativos dentro do processo. As habilidades e competências que os discentes adquiriram no decorrer do processo fez com que eles aprendessem muito mais do que seria com o conteúdo programático da disciplina”.
 
A docente, que tem planos de fazer doutorado também na área da Educação, conta que quando começou sua pesquisa queria desenvolver um estudo sobre mídias e ensino à distância. Entretanto, não encontrou motivação para aprofundar no assunto. “Era muito trivial, eu já era acostumada a trabalhar nesta área e queria outros desafios, queria encontrar alguma coisa que me motivasse a me aprofundar na pesquisa. Eu percebi que educação à distância não iria me ajudar mais do que eu já sabia”. Procurou, então, por assuntos relacionados à prática pedagógica e encontrou as metodologias ativas. “Comecei a adaptar, escolhi aquele que mais se encaixa na minha disciplina que é prática, isso foi o que me motivou a aprofundar a pesquisa, os estudos e tudo mais”.
 
Sobre o feedback deste método de ensino em sua pesquisa, ela garante que os estudantes se sentiram mais motivados. “Eles puderam escolher o assunto e o tema do produto que desenvolveriam e, a partir do momento que a gente dá essa autonomia para o aluno, ele vai ao encontro com a aprendizagem. Ele aprende em cima do que ele gosta”.  

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.