TCCs de Jornalismo passam por banca de qualificação já no 7º termo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

19/05/2017 às 10:00 – Atualizado em: 19/05/2017 às 11:01 
Anne Abe

Larissa Oliveira

Imagem Notícia
No novo formato, os alunos não defendem presencialmente seus projetos na qualificação

Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de Jornalismo da Facopp está com novas regras de produção e avaliação. Os alunos do 7º termo deste semestre, a primeira turma da nova grade, já estrearam esse novo formato com a entrega dos projetos para as bancas de qualificação.

Com as novas regras, o TCC passa a ser produzido a partir do 7º termo, quando é desenvolvida toda a parte teórica do trabalho. E, caso aprovado na qualificação, segue para o 8º termo para a produção da peça prática. Outra mudança feita foi em relação à forma de avaliação. Antes o trabalho precisava ser defendido presencialmente na banca de qualificação, agora a avaliação acontece via parecer. Assim, os projetos são entregues impressos na Hemeroteca que encaminha para a correção dos docentes, eles fazem as suas considerações por escrito e devolvem às equipes.
 
De acordo com a coordenadora do curso de Jornalismo da Facopp, Carolina Mancuzo, a mudança foi feita para dar aos alunos mais tempo de produzir os trabalhos, já que agora possuem um ano para execução do TCC. “Antes os estudantes faziam tanto a parte teórica como a prática em quatro meses. Agora eles fazem em um ano. Então, a qualificação não presencial acontece no 7º e a defesa acontece no 8º”, explica.
 
Este novo formato agradou a aluna Michele Santos, do 7º termo de Jornalismo, pois, além do tempo a mais, ela acredita que essa mudança na forma de dividir a avaliação dos trabalhos possibilita que os grupos tenham um encaminhamento correto ainda na parte teórica. “Se tiver algo errado, já dá para corrigir. Imagina ter que refazer tudo de novo, então isso foi uma coisa boa, a gente vai poder corrigir já no início. No começo achei que o tempo era curto, mas fazendo o nosso trabalho, foi suficiente”, conta a aluna.
 
A professora Fabiana Alves, supervisora dos TCC em Jornalismo, ressalta que existem quatro motivos para que ocorra a não aprovação do trabalho teórico ou de algum membro do grupo. Segundo a docente, as situações que podem ocasionar a reprova são: insuficiência teórica e metodológica do trabalho, não atingindo assim a média igual ou superior a seis; trabalhos que contenham plágio; que não sejam entregues no dia e horário determinado; ou que o professor orientador considere que o aluno não teve o rendimento adequado, não indicando-o para a banca final. “Apesar do trabalho ser coletivo, as novas diretrizes do ensino de Jornalismo estipulam que a avaliação seja individual. Assim, a reprova pode atingir uma pessoa apenas”, explica.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.