Você entende a “língua” do seu curso?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

22/03/2019 às 10:00 
Beatriz Monteiro, Débora Andrade, Helen Gallis e Isabela Souza

Anotações Univesp

Os jargões são expressões comuns na comunicação entre profissionais da área

 
Todas as profissões têm seus termos específicos para cada situação. Na Comunicação, eles são chamados de “jargões”. De acordo com o Dicionário Aurélio, jargão é a “Linguagem artificial usada por determinado grupo e que é incompreensível para as pessoas que não fazem parte do mesmo”.
 
Em todos os veículos que atuar e até na sala de aula você vai ouvir diversas vezes palavras diferentes, e para não ficar perdido, vamos te ajudar contando um pouco sobre elas.
 
Alguns nomes são bem estranhos, é o caso do Jargão Jornalístico “Suíte”. O primeiro pensamento que vem à cabeça não passa nem perto do real significado desse termo. É uma palavra que vem do francês e quer dizer série ou sequência. Em Jornalismo, designa a reportagem que explora os desdobramentos de um fato que foi notícia na edição anterior. Também se usa o verbo “suitar” no sentido de repercutir.
 
Na publicidade, encontramos o “Brainstorming”. É uma técnica de dinâmica de grupo desenvolvida para explorar a potencialidade criativa dos indivíduos no menor tempo possível, ou seja, troca de ideias. A característica principal do brainstorming é que nenhuma ideia é ruim, todas são válidase devem ser ouvidas.
 
Já na Fotografia temos a “Aberração”. Significa uma falha na lente que deixa as imagens pouco nítidas. Elas se dividem em Aberração Monocromática e Cromática. A primeira é ter lugar sem dispersão e a segunda é um defeito que interfere não só no rendimento, como também no funcionamento dos elementos ópticos.
 
João Lucas Martins, estudante do 3º termo de Jornalismo, classifica os jargões como uma linguagem de fácil identificação e acredita que por essa razão são muito utilizados nas profissões. “Os jargões são muito importantes e é até mesmo engraçado identificar cada parte de um texto ou de uma matéria com eles. Um bem engraçado e estranho é o “Nariz de Cêra“, que é utilizado mais no impresso e acho que também no online”, destaca João. 
 
* Curiosidade: Nariz de Cêra é o termo dado para a introdução de um texto que não vai direto ao ponto. Quando o jornalismo “enrola” para chegar na informação principal.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.