A privacidade humana colocada à prova e exibida em rede nacional

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

15/05/2019 às 20:19 
João Victor Coutinho e Luan Buzzo

Divulgação

Criado em 1998, o Show de Truman foi construído sobre a vida de Truman Burbank, estrelado por Jim Carrey. Ele é um homem que nasceu e cresceu dentro de um reality show, onde a vida dele era transmitida 24h por dia. Todos que viviam ao seu redor sabiam o que estava acontecendo, menos ele.
 
Com o passar do tempo, Truman começou a estranhar alguns fatos e a questionar a própria realidade. A rotina dele é sempre a mesma: ele sai de casa todos os dias, cumprimenta os vizinhos, é cheirado por um cachorro, sai de carro para o trabalho, compra seu jornal e vai para o emprego de corretor de seguros.  
 
Há mais de 20 anos, o longa trata de um tema mais atual do que nunca: a realidade humana do século XXI. Você já parou para analisar a sua vida em sociedade? Muitas vezes não sabemos por qual motivo fazemos algo, ou porque temos tal costume.
 
O professor Tchiago Inague, da Facopp, analisa o filme com base em livros que abordam a “Sociedade do Espetáculo”. “O filme de Truman traz uma questão de como é representada a nossa sociedade”. O professor ressalta que para o profissional da Comunicação é importante compreender que existe uma força social sobre o indivíduo que acaba por moldar sua cultura.
 
Para o estudante do 3º termo de Jornalismo, Daniel Martins, o filme “trata com riqueza de detalhes o meio em que vivemos hoje, sendo vigiados por câmeras e sites”. Ele destaca também que o momento mais marcante é “quando ele descobre que tudo era filmado desde quando ele era criança e que todos sabiam menos ele. Ele foi usado para vender produtos, ser explorado, sem saber”.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.