Alunos de Publicidade apresentam resultado de projeto integrador

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

20/07/2020 às 08:00
Graziela Ramos

Projetos desenvolvidos abordaram como tema bicicletas compartilhadas (Foto: Captura de Tela/ Youtube)

Na noite da última quarta-feira (15/07), os estudantes do 3º termo de Publicidade e Propaganda da Facopp expuseram o resultado do projeto integrador desenvolvido durante o 1º semestre de 2020. Por meio de uma live transmitida no canal da TV Facopp, os discentes apresentaram materiais de divulgação para empresas fictícias do ramo de bicicletas compartilhadas.

O projeto desenvolvido pelos alunos foi direcionado por todas as disciplinas estudadas por eles durante o semestre, sob a orientação dos professores Wagner Caetano, Dhiego Saraiva, Everton Tomiazzi, Matheus Monteiro, Mariangela Amendola, Thomas Aguilera, Marcelo Mota e Priscila Guidini de Oliveira. Responsável pela disciplina de Arte e Publicidade, Everton conta que foi notável o empenho por parte dos alunos em todos os grupos. “Estamos vivenciando uma pandemia e nossas aulas totalmente remotas não geraram desânimo na galera.”

AS EQUIPES

Divididas por temáticas e públicos-alvo, os grupos ficaram responsáveis por atender as seguintes demandas: universitários, comunidade LGBTQ+, família, idosos e empresários. Sendo assim, foram formados os times Bired, Patibike, Velox, Coroa de Bike e Biciclos.

Responsável pelo público universitário, a Bired foi composta por Gabriel de Melim, Gabriela Teixeira, Gabriella Medina, Larissa Gonçalves, Maria Eduarda Silva, Natali Palácio e Pedro Vaz. Por meio de um questionário online, os discentes constataram que os universitários usariam as bikes compartilhadas para ir à faculdade.

Dentre as vantagens levantadas pelo grupo estão a apreciação da natureza e a diminuição de gastos com transporte. Com o resultado das pesquisas em mãos, os discentes propuseram a criação do aplicativo Bired, que auxiliaria na localização das bicicletas mais próximas. Para desenvolver todas as artes de divulgação e identidade visual, os alunos se inspiraram nos movimentos artísticos realismo e minimalismo. “Foi algo desafiador que não estava dentro da nossa realidade’’, afirma Natali Palácio.

A equipe Patibike, encarregada da comunidade LGBTQ+, contou com a participação de Fabio da Silva, Guilherme Grande, Igor Ferri, Igor Carvalho, Joana Mirandola e Karoline Domingos. Por meio de pesquisas de mercado, os estudantes concluíram que o público usaria as bikes principalmente para sair aos finais de semana. As peças visuais desenvolvidas pelo grupo foram inspiradas no movimento artístico pop art.

Apesar das dificuldades, Igor Carvalho conta que ficou satisfeito com o produto entregue. “O resultado alcançou todas as expectativas, acredito que posso falar por mim, pelos grupos e professores, que estamos todos muito orgulhosos.”

A Velox, desenvolvida para empresários, teve como membros Bruna Minoru, Isabela Takenaka, Lívia Garrio, Matheus Oliveira, Matheus Yuri e Sarah Campos. Como resposta dos estudos aplicados por eles, os discentes obtiveram que 59% do público-alvo utilizaria as bicicletas para trabalhar.

No desenvolvimento das peças de divulgação e identidade visual, os discentes optaram por se inspiram nos movimentos artísticos surrealismo e cubismo. Bruna Minoru afirma ter adquirido muito conhecimento com o desenvolvimento trabalho. “Acho que o maior aprendizado foi estar na posição de líder, tendo que conciliar todas as partes do projeto para fazer dar certo”.

Dayane Silva, Eduarda Almeida, Guilherme Withana, Jéssica Anzai, Kallel Brito e Wilian Da Silva criaram o Coroa de Bike, com foco no público da terceira idade. Por meio das pesquisas qualitativa e quantitativa, eles determinaram que o público-alvo admira a iniciativa, porém apresenta receios sobre a infraestrutura para recebimento do meio de transporte.

A principal atividade atribuída ao uso das bicicletas pelos idosos seria o lazer. Como inspiração no desenvolvimento visual para divulgação, o movimento artístico escolhido pelo grupo foi o art decó. Willian da Silva revela que um dos membros do grupo chegou a comprar uma bike para vivenciar de fato o projeto.

Por fim, os discentes Elena Barbosa, Guilherme Yoshihiro, João Pedro Roque, Luiza Cardoso, Maurício Saraiva e Vitor Hugo De Oliveira apresentaram a Biciclos, voltada para a família. Segundo o grupo, a principal atividade na qual seriam utilizadas as bicicletas seriam em passeios aos finais de semana.

Inspirados no movimento artístico renascentismo, os estudantes desenvolveram as peças publicitárias e identidade visual da empresa. Maurício Saraiva diz que, mesmo com momentos de tensão, teve uma boa experiência ao desenvolver o projeto. “Eu gosto de maneira geral da forma de aprendizado da Unoeste. Trabalhei com uma equipe bacana, tive excelentes professores ajudando e, apesar de ser estressante em alguns momentos, foi muito bom.”

DEVER CUMPRIDO

Satisfeita com o nível das apresentações e dos produtos expostos pelos estudantes, Priscila Guidini, responsável pela disciplina de Prática em Consumo e Produção de Sentidos, conta que todos os objetivos propostos pelo projeto integrador foram atingidos. “Nosso objetivo era fazer com que os alunos enxergassem cada disciplina na aplicação do projeto e que fizesse sentido para eles o porquê de estar aprendendo e como aplicar na prática”.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.