Centro de Inclusão da Unesp é escolhido para Projeto Vira Galo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

11/09/2019 às 12:49
Jéssica Anzai, Nicoli Liberansk e Ramon Diniz

Representantes do CPIDES vieram até a Facopp para um processo de imersão
(Foto: Marlene Reverte)

Em vigor desde o primeiro semestre de 2017, o Vira Galo é um projeto de extensão vivenciado na prática pelos alunos de Publicidade e Propaganda no 7º termo. A iniciativa visa resolver os mais diversos problemas de comunicação de um determinado cliente. Neste semestre, os discentes trabalharão em prol do CPIDES (Centro de Promoção para a Inclusão Digital, Escolar e Social), um departamento da FTC/Unesp de Presidente Prudente.

Tendo como slogan “movimento pela inclusão”, o CPIDES desenvolve, em uma área de 373m², diversos cursos à distância, por meio de metodologias ativas de aprendizagem acessíveis a pessoas com quaisquer tipos de deficiência. O objetivo do centro é alcançar o público infantil e juvenil, para assim, os incluir na sociedade.

Segundo uma das supervisoras da extensão, Mariangela Fazano, os próprios diretores do departamento demonstraram interesse no apoio vindo do projeto. “A professora coordenadora de lá, Elisa Schlünzen, me questionou um dia: ‘Por que não um Vira Galo do CPIDES?’. Foi a partir desse momento que comecei a considerar a ideia”, declara.

Fazano conta que, em um primeiro momento, após a definição do cliente, a equipe da instituição veio até a Facopp para um processo de imersão geral, na qual diretores e estagiários compartilharam diversas histórias do departamento com os alunos. Ela explica que o encontro foi fundamental para que os estudantes identificassem os problemas e começassem a refletir sobre a realidade daqueles atendidos pelo CPIDES.

MÃO NA MASSA

Com os problemas listados, os alunos então tiveram que separá-los em eixos. Dessa organização, foram formados os cinco grupos do projeto: comunicação interna, comunicação externa, parcerias, autonomia e conscientização. “Cada grupo irá trabalhar em cima dos problemas de sua área. O mais importante, neste momento, é tornar a instituição visível aos olhos da população, algo que está gerando grande significado aos alunos”, explica Mariangela.

Dentre os trabalhos da área de Publicidade e Propaganda que os discentes terão que elaborar estão: pesquisa exploratória, diagnósticos de marketing, campanhas, estratégias, táticas de mídia, além de apresentar suas propostas de produções publicitárias. Após a prévia, as propostas passarão por um processo de criação, no qual deverão ser apresentadas em um evento público final, organizado inteiramente pelos alunos, na última semana de novembro.

OBJETIVO DO PROJETO

Para Bruno Pereira, aluno do 7º termo, um dos maiores objetivos do Vira Galo deste semestre é trazer visibilidade para o que realmente é a inclusão. “Estamos melhorando nossa humanidade ao trabalhar com a instituição. Queremos mostrar o que pouca gente sabe, mostrar que a inclusão não é tratar com métodos diferentes, mas sim com igualdade”.

Já no âmbito acadêmico, a professora Mariângela explica que o projeto oferece aos alunos um mecanismo de ensino e aprendizagem que os envolve com mais facilidade ao mundo do trabalho. Além de promover um ambiente de aprendizagem diferente do tradicional, o que proporciona aos estudantes autonomia e independência em relação ao conhecimento.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.