“O único objetivo que tenho na vida é ser feliz”

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

03/05/2017 às 10:00 – Atualizado em: 28/04/2017 às 15:48 
Simone Ramos e Sandra Prata

Agência Facopp

Imagem Notícia

Cartunista, Heliodoro Teixeira Bastos Filho, Dorinho, é colaboradorda Revista Propaganda, e do jornal Promark, há 45 anos. O professor doutor da USP relata que desde pequeno é amante dos desenhos e jámarcou o break de filmes com vinheta animada do “Plim–Plim”, para a Rede Globo. Ele contará sobre sua trajetória publicitária na22ª Semana de Comunicação da Facopp com o tema“Cartuns na publicidade”.
 
Formado em Arquitetura pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), Dorinho atua na docência há 40 anos, é coordenador do curso de Design, Sócio-Diretor do Estúdio K Arquitetura e Comunicação Visual, e um dos autores do livro “Psicodinâmica das cores”, entre outras obras acadêmicas.
 
Apesar de toda essa bagagem, aposentar-se ainda não está em seus planos. “Não existe essa de se aposentar, cartunista morre na prancheta.O que me incentiva estar na docência é o contato que tenho com os alunos que ultrapassa a linha professor/estudante e se tornou uma relação de amizade”.
 
De acordo com Dorinho, cartunista é ser um grande pensador, é preciso desenvolver as habilidades de domínio gráfico e possuir desejo de expressão. Segundo ele, criatividade não nasce de algo específico e sim de experiências acumuladas. “É um exercício diário, quanto mais se cria, mas se mantém criativo”, afirma. Ele ressalta também que é importante ficar por dentro de todos os acontecimentos do cotidiano, baseando-se em jornais, internet, entre outros veículos de comunicação.
 
Dorinho explica que uma das principais razões de gostar de cartuns é o fato de se tratar de algo atemporal. “Sempre tive afinidade com a área de design e espaço para apresentar meus trabalhos, não adianta ser cartunista sem ter oportunidade.” Desde 1975 ele tem espaço na revista Propaganda, na qual desenvolve uma série de cartuns. Para ele, o Dona Zezé é especial, pois traz características de pessoas reais, que de alguma forma tem influência em seu trabalho.
 
“Nunca pensei em chegar onde estou, único objetivo que tenho na vida é ser feliz.” Em toda sua trajetória ele fez o que realmente gosta e adianta que falará sobre suas experiências com a publicidade e trazer alguns cartuns de seu portfólio para analisar e refletir na Semana de Comunicação.
 
Quer conhecer mais sobre o Dorinho e seu trabalho? Então não perca a palestra que acontecerá na quinta-feira (11/05) no Auditório Buriti, às 19h.
 
E para participar da 22ª Semana de Comunicação da Facopp, você precisa fazer a inscrição por meio do link. Para assistir a todas as palestras, o valor é de R$60 e para participar de um workshop R$15. 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Portal FACOPP | Faculdade de Comunicação Social "Jornalista Roberto Marinho" de Presidente Prudente | © 2019 Todos os direitos reservados.